Resenha – Destinos e Fúrias

images.livrariasaraiva.com.brTítulo: Destinos e Fúrias
Título original: Fates And Furies
Autor: Lauren Groff
Tradução: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Intrínseca
Páginas: 368
Página no Skoob: Clique aqui

“Narrar é construir uma paisagem, e tragédia é comédia é drama. Só depende de como a pessoa emoldura o que está vendo.”

Lotto e Mathilde. Dois jovens. Duas histórias. Um casamento.

Destinos. Lotto nasceu regado de regalias e muito dinheiro. Entretanto, as coisas perdem o sentido quando seu pai morre. Um grande choque para o garoto. Os anos passam e Lotto descobre a paixão pela arte e pelos palcos. Até que surge em sua vida Mathilde. É amor a primeira vista, logo estão juntos. Um casal explosivo, cheio de vida e com muitas oportunidades pela frente.

Fúrias. Mathilde é uma mulher de atitude, sabe e vai atrás do que quer. A vida não foi fácil para a jovem. Segredos cercam seu passado. Quando conhece Lotto, ela vê a possibilidade de um futuro melhor e de criar sua própria família.

Os anos passos, a realidade não é aquilo que ambos esperavam. Sonhos não se realizam fácil, muitas vezes nem se realizam. Lotto e Mathilde já não são mais os mesmo. A visão que cada um tem do outro é agora apenas uma sombra do que foi um dia. Como manter algo que vem desmoronando a cada dia?

Verdades, mentiras. Cada um lutando para manter as esperanças, e o casamento também.

“Casamento é feito de mentiras. Bondosas, em geral. Omissões. Se disséssemos em voz alta as coisas que pensamos todo dia sobre nosso cônjuge, acabaríamos esmagando a pessoa até virar pasta.”

Com uma profunda narrativa, Destinos e Fúrias nos leva através do anos mostrando como mudamos e somos mudados. Cada escolha molda o nosso destino.

Tudo começa repleto de amor e paixão. Um casal de dar inveja em qualquer um. Até que os problemas surgem e vão lentamente afetando o casamento. O que fazer quando você não reconhece mais a pessoa que está do seu lado?

Em sua obra, Lauren Groff divaga sobre os diversos dramas e dilemas que enfrentamos. Ela constrói muito bem cada personagem, desde a infância até a vida adulta. Essa progressão dos personagens é um grande ponto positivo do livro, pois assim podemos perceber nitidamente como mudamos ao longo dos anos, querendo ou não.

O livro é dividido em duas partes: Destinos e Fúrias. Em Destinos, a narração é segundo a percepção de Lotto dos fatos. Já em Fúrias conhecemos de fato Mathilde e todos os mistérios que cercam a personagem. A primeira parte do livro flui de uma maneira incrível. A vontade de querer saber mais é gigante. Lotto é um protagonista com presença muito forte e nos conquista. Já na segunda parte, que apesar de ser muito aguardada também, senti uma narrativa mais cansativa. Mas ainda assim, Mathilde surpreende o leitor.

Acredito que não se pode comparar Destinos e Fúrias a nenhum outro livro. É uma leitura única, densa e bem explorada. Reflexões durante a leitura são inevitáveis.

Mas não pense que o livro é apenas sobre casamento. Há tanto mistérios e histórias paralelas que o leitor fica ansioso por cada novo capítulo.

Comentários