MENU
Bem vindos ao site Nunca Desnorteados. Faremos do nosso jeito. Resenhas do que é bom, do que nem tanto. Do que se lê, do que se assiste, do que se joga. Do antigo para se lembrar. Do novo para conhecer. Em textos, em vídeos, em imagens. Diariamente. Semanalmente. Agora mesmo. Erraremos às vezes. Acertaremos na próxima. Riremos de todas. Desse jeito. Estaremos assim, nunca desnorteados. Obrigado pela visita, fique a vontade para comentar, compartilhar com seus amigos e não se esqueça de nos seguir nas redes sociais. Volte sempre!
Últimas Novidades
site atualizado há 1 mês
CONFIRA:
Título: A Irmã da Pérola Título Original: The Pearl Sister Autora: Lucinda Riley Tradução: Viviane Diniz Editora: Arqueiro Página no Skoob: Clique aqui “Ceci – disse ele, pegando minhas pequenas mãos -, você está aqui na Terra para ...
CONFIRA:
Título: Fale! Título original:  Speak Autora: Laurie Halse Anderson Tradução: Flávia Carneiro Anderson Editora: Valentina Páginas: 284 Página no Skoob: Clique Aqui! “Vocês me escutariam? Acreditariam em mim? Duvido.” Fale! não só me tirou de ...
CONFIRA:
Título: Até Que A Culpa Nos Separe Título original: Truly Madly Guilty Autora: Liane Moriarty Tradução: Julia Sobral Campos Editora: Intrínseca Página no Skoob: Clique aqui “Acho que todos nós temos motivo para nos sentirmos culpados ...
CONFIRA:
SOCORRO! Faz um certo tempo – quem estou querendo enganar… faz tempo PRA CARAMBA –  que fãs da série A Maldição do Tigre, da incrível autora Colleen Houck, vem esperando notícias sobre o tão aguardado ...
Caro amigo, Você precisa entender que sou fã de livros e trato meus queridos exemplares com todo amor e carinho. Eu cheiro, abraço, admiro eles ...
04 • 10 • 17
Título: As Coisas Que Fazemos Por Amor Título original: The Things We Do For Love Autora: Kristin Hannah Tradução: Cláudio Carina Editora: Arqueiro Páginas: 352 Página ...
01 • 10 • 17
Título: Uma Noite Inesquecível Título Original: A Wallflower Chritmas  Autor(a): Lisa Kleypas Tradutor(a): Viviane Diniz Editora: Arqueiro Ano: 2017 Páginas: 143 Perfil no Skoob: aqui Gênero: Romance de Época, ficção. “A senhorita está ...
29 • 09 • 17
26
09
17
10
09
17
Título: Um verão para recomeçar
Título original: Second chance summer
Autora: Morgan Matson
Tradução: Maria Angela Amorim de Paschoal
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance / Drama 
Páginas: 352
Ano: 2017
Skoob: Aqui

 

“- Quer saber algo sobre ginástica olímpica? – perguntou Lucy, acertando o passo comigo.

– Sempre – disse, sem qualquer expressão, e ela sorriu para mim.

– É que as pessoas só se machucam… se machucam de verdade… quando tentam ficar seguras. É assim que as pessoas se machucam, quando elas dão para trás no último instante porque estão com medo. Elas se machucam e machucam as outras pessoas.”

Como é incrível a sensação de se surpreender com uma história, ter aquele momento mágico em que você pega um livro, sem esperar grandes coisas, e acaba descobrindo nele um enredo que irá tocar seu coração e fazer com que você passe a valorizar aquilo que possivelmente está passando despercebido por sua vida.

Um verão para recomeçar foi um livro que eu relutei para começar a ler, pois estava em meio a uma ressaca literária onde nada me prendia, e confesso que quase rolou uma desistência antes mesmo de eu começar a leitura, porque essa capa não me chamou nem um pouco a atenção, sem falar da vibe Nicholas Sparks que ela me trazia (nada contra quem lê Nicholas Sparks, até tenho amigos que gostam, rs), mas felizmente eu dei uma chance e me surpreendi com a forma como essa história tomou conta de mim.

Taylor, nossa protagonista, nunca foi muito próxima a sua família, os momentos de união se resumiam aos verões que passavam juntos no Lago Phoenix, mas que deixaram de acontecer há cinco anos, quando cada um dos filhos escolheu sua própria forma de passar os meses de férias, seja participando de um acampamento oceanográfico (Taylor), fazendo um curso pré-universitário (Warren, o irmão mais velho), ou tendo aulas com a nova professora de balé (Gelsey, a caçula da família Edwards). Mas algo estava prestes a mudar a rotina da família…

Rob, pai de Taylor, foi diagnosticado com câncer, já num estado avançado, e seus médicos deram a ele mais poucos meses de vida. Decididos a aproveitar esses últimos momentos, toda a família resolveu voltar ao Lago Phoenix e viver esse verão que poderia ser o último do pai. 

“Olhei novamente para ele, sem saber se poderia perguntar o que mais me preocupava desde que ele nos contara sobre a doença, sentado à mesa da sala de jantar. Porque era uma pergunta que ia contra tudo o que sempre acreditei sobre meu pai. Era ele quem fazia a ronda quando minha mãe ter ouvido um barulho e achava que havia um ladrão em nossa casa; era ele quem chamávamos quando nos assustávamos com uma aranha. Eu achava que ele era capaz de matar os dragões e monstros que habitavam o meu armário. Mas tinha de saber, e não tinha certeza se teria outra oportunidade para perguntar.”

Acontece que, para Taylor, o último verão passado no lago Phoenix, há cinco anos, deixou questões que não foram concluídas, e reencontrar os antigos amigos daquele lugar era algo da qual ela definitivamente não estava preparada. Ela que sempre foi acostumada a fugir de seus problemas, terá agora que enfrentá-los para poder aproveitar os últimos momentos ao lado do pai.

Eu sei que você pode estar aí pensando que essa história é mais um daqueles clichês que envolvem alguma séria doença e um final trágico, mas vão por mim, não é! Uma das coisas que mais gostei no livro é que, diferente do que geralmente acontece nesses romances sick-lit, a doença não foi romantizada. Aqui ela serve apenas como gatilho para que toda a história aconteça.

Outro detalhe que me chamou atenção foi que a autora inseriu diversos personagens na história sem dar aquela impressão de que são dispensáveis. Nessas mais de trezentas páginas, somos apresentados há muitos personagens diferentes e todos eles foram muito bem construídos e, por mais que suas participações fossem curtas, eles foram bem explorados conforme a trama se desenrolava e não deixaram nenhuma ponta solta.

Na minha opinião, Um verão para recomeçar é, acima de tudo, uma história sobre a importância da família e sobre ter as pessoas que ama do seu lado nos bons e maus momentos. Um enredo que te encanta, te prende, e que, provavelmente, te deixará com um vazio no peito ao fim da leitura. 

Título: Um verão para recomeçar Título original: Second chance summer Autora: Morgan Matson Tradução: Maria Angela Amorim de ...
03
09
17

 

Título: The Beauty of Darkness – Crônicas do Amor e Ódio – Vol 3

Autor(a): Mary E. Pearson
Tradutor(a): Ana Death Duarte
Editora: Darkside
Ano: 2017
Páginas: 576
Perfil no Skoob: aqui 
Gênero: Fantasia, Ficção, Romance, YA.
 

 “Love … It’s a nice little trick if you can find it. We had found it. But now I knew finding love and holding on to it were not the same thing.”

   
   Tá aí! A trilogia chega ao final, que livro minha gente, que livro! Pra quem não leu os outros dois, não recomendo ler esta resenha. 
 
   Primeiro que preciso declarar aqui que sendo ansiosa como sou, quando terminei o segundo livro da trilogia – The Heart of Betrayal – tive que  ler algumas resenhas em inglês para saber mais sobre o terceiro enquanto o livro não era lançado aqui no BR. Digo para vocês que não achei uma resenha positiva e fiquei em choque, achando que ia flopar justo no último e eu sairia decepcionada.
 
   Qual é a minha surpresa que isso não aconteceu de jeito nenhummmm!!! Eu achei o livro ótimo!! Muito bem escrito, muito bem detalhado, finalmente uma guerra com detalhes e em que a protagonista toma a frente e luta junto! Entendo também porque algumas fãs ficaram tão chateadas com esse livro e explico pra vocês a seguir.
 
   Retomando, no segundo livro, temos Rafe e Lia escapando das garras do Komizar e fugindo de Venda, sendo que Lia está em um estado grave de saúde por conta das flechas que a acertaram. Obviamente ela não morre, afinal não teríamos um terceiro livro tão longo se isso tivesse acontecido, convenhamos.
 
   Agora no terceiro livro, os personagens entram em uma nova jornada: retornar a Dalbreck em segurança. Enquanto Lia e Rafe embarcam nesse rumo junto com Tavish, Jeb, Sven e Orrin, Lia aos poucos recupera a sua força, passa a confiar nos homens de Rafe e sente cada vez mais os poderes do dom. Kaden e Griz logo se juntam a eles, para a desconfiança de todos.
 
   Quando eles finalmente chegam em um posto avançado de Dalbreck, Rafe é engolido pelos problemas na corte. Ele não só descobre a situação dos seus pais e tem que lidar com esse choque, além de um possível motim que está aflorando no seu próprio reino devido a longa ausência do príncipe. É a largada para os problemas no seu relacionamento com Lia. Dalbreck demanda cada vez mais sua atenção e os comandantes do seu reino desacreditam em todos os relatos em relação ao exército de Venda, logo, ninguém leva Lia a sério.
 
   Tem alguns momentos românticos bem fofos entre os dois, mas tem bem mais discussões. Lia não é uma princesa pra ficar curtindo a vida na corte enquanto sabe muito bem que há uma guerra pairando e que o primeiro reino a ser atacado será o seu. Ela conhece muito bem o Komizar, não há tempo. É a partir daí que seu dever e seu dom falam mais alto que seu amor por Rafe. E não apenas seu dever para com Morringhan, o último livro demonstrou bastante o amor que Lia desenvolveu por Venda.
 
   É nesse ponto que muitos fãs ficaram descontentes, afinal não é difícil imaginar o que acontece entre Lia e Rafe. Por isso tantas resenhas odiosas.
 
   Daí em diante, a grande guerra chega cada vez mais perto e o livro é adrenalina pura! Lia surpreende cada vez mais com seus feitos, novas surpresas aparecem, todos se preparam para o que está por vir, os traidores são expostos, e um novo casal nasce. Não tem como largar o livro!
 
   Admito que esperei outra coisa pro final, acreditei que a profecia ia se cumprir fielmente de outra maneira. Mas, foi muito bom mesmo assim. Uma leitura muito bem recomendada aos que querem uma história de ficção emocionante pra passar o tempo e mexer com as borboletas no seu estômago. Eu estava com bastante saudades disso.
Que pena que acabou ):  
  Título: The Beauty of Darkness – Crônicas do Amor e Ódio – Vol 3 Autor(a): Mary E. Pearson Tradutor(a): ...
30
08
17

Título: O Exorcista
Título original: The Exorcist
Autor: William Peter Blatty
Tradução: Carolina Caires Coelho
Editora: HarperCollins
Página no Skoob: Clique aqui

“Poucos leitores sairão ilesos.”

Essa frase na capa de O Exorcista é uma das mais verdadeiras afirmações sobre esse livro. O livro de Blatty instiga, provoca e apavora o leitor.

A premissa do livro é simples. A filha de uma atriz famosa está doente. Mas é uma doença que nenhum médico consegue definir com certeza.

Cada vez mais a criança vai se tornando irreconhecível, não lembrando nada a doce menina que um dia foi.

Coisas sinistras acontecem, difíceis de serem explicadas. É então que a mãe recorre para sua última esperança, a igreja. Ela quer urgentemente que sua filha seja exorcizada. Caberá então ao padre definir se é caso de exorcismo ou apenas uma doença da mente.

Mas o ser que habita na menina é esperto, traiçoeiro e não facilitará em nada as coisas para nenhum deles.

“Chris virou-se e começou a abrir a porta, e foi então que Karras sentiu: um aviso forte e arrepiante. Passou por sua corrente sanguínea como pedacinhos de gelo.”

Sempre fui um grande fã de terror. Ultimamente estive um tanto afastado do gênero, mas quando vi um post sobre esse livro fiquei curioso na mesma hora.

Com uma narração rápida e envolvente, William consegue criar um suspenso muito bem elaborado. É impossível negar a tensão ao ler certos trechos da obra. O medo está ali, a cada página virada ele só fica mais evidente.

O autor escreve de uma forma tão realista, que o leitor se sente presente na cena e é aí que está a grande jogada desse livro. Estar envolvido com os personagens dessa maneira só causa ainda mais medo no leitor. Então, não adianta negar, o medo é inevitável nesse livro.

Mas não é um terror qualquer, O Exorcista consegue trazer personagens intrigantes, que despertam o interesse em quem está lendo. O desenvolver da história também foi bem orquestrado, de  forma que o terror foi acompanhando a narração até chegarmos no ápice final.

Logo após seu lançamento, O Exorcista se tornou filme e teve o próprio William responsável pelo roteiro e produção. Apesar de já ter assistido ao filme, foi a muito tempo e não lembro muitos detalhes. Entretanto, já vi comentários que filme foi bem fiel ao livro, tanto que ganhou o Oscar de melhor roteiro adaptado (e de melhor som, além de ser indicado em outras 8 categorias, incluindo de melhor filme).

Para os fãs de terror, esse livro é mais que obrigatório. E para aqueles que querem se arriscar no gênero, O Exorcista é a melhor indicação.

“O que parecia uma manhã era o começo de uma noite sem fim.”

Título: O Exorcista Título original: The Exorcist Autor: William Peter Blatty Tradução: Carolina Caires Coelho Editora: HarperCollins Página ...
22
08
17
Título: Volúpia de Veludo
Título Original: Vixen in Velvet 
Autor(a): Loretta Chase
Tradutor(a): Simone Reisner
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 320
Perfil no Skoob: aqui
Gênero: Romance de Época, ficção.
“Não veio pelo poesia , então? Ela deu de ombros.
– Sou proprietária de uma loja, Milorde.
Não tenho sensibilidade romântica.”
Leonie Noirot
PESSOAS, eu adoro LORETTA CHASE! Todos as minhas leituras anteriores de seus livros foram ótimas, e com VOLÚPIA DE VELUDO não foi diferente.

VOLÚPIA DE VELUDO é o terceiro livro da série AS MODISTAS e, apesar de não ser do meu feitio, eu não li os dois primeiros, mas isso não atrapalhou meu entendimento da história, porque quando atrapalha, eu digo!

Só para não fugir da regra, vamos apresentar os dois primeiros livros da série AS MODITAS: Sedução da Seda (Sophia Noirot) e Escândalos de Cetim (Marcelline Noirot) – AMO essas capas!!!

                    

Neste livro teremos a encantadora, objetiva, lógica e sensata LEONIE NOIROT. Leonie é a mais jovem das irmãs Noirot. Perfeccionista e dedicada, ela está trabalhando como nunca, o foco é atingir o maior sucesso possível para os negócios da família, e acima de tudo, manter a Maison Noirot entre as mais bem cotados de toda sociedade Londrina. Ainda mais agora que está sozinha no comando dos negócios, pois suas irmãs acabaram de casar.

Confiante e decidida, Leonie vê uma boa oportunidade a quilometros distância, e porisso acaba de aceitar um desafio que levará o nome da Maison Noirot as alturas: transformar o guarda roupa de umas das mulheres mais intoleráveis, impulsivas e deselegantes de toda Londres: Lady Gladys.
(mais…)

Título: Volúpia de Veludo Título Original: Vixen in Velvet  Autor(a): Loretta Chase Tradutor(a): Simone Reisner Editora: Arqueiro Ano: 2017 Páginas: 320 Perfil no Skoob: aqui ...
22
08
17

Título: Tudo O Que Nunca Contei
Título original: Everything I Never Told You
Autor: Celeste NG
Tradução: Julia Sobral Campos
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Página no Skoob: Clique aqui

“Não sabia explicar o que havia ocorrido, como tudo mudara em apenas um dia, como alguém que ela tanto amava podia estar ali num minuto e no seguinte não estar.”

Lydia não contou muitas coisas. Nunca contou como se sentia pressionada a seguir um futuro imposto pelos pais, no qual ela nem sabia se era aquilo mesmo que queria. Nunca contou como constantemente colocava os desejos dos outros acima dos próprios. Muitas coisas não ditas que permanecerão para sempre assim, pois agora já é tarde demais. Lydia está morta.

Enquanto a polícia investiga o caso, os Lee descobrirão o pouco que conheciam sobre Lydia. Tudo que imaginavam saber era apenas uma fachada, uma personagem que Lydia manteve para agradar a família.

Os pais só queriam para a filha o que nunca tiveram. A mãe ansiando pela carreira brilhante, enquanto o pai esperava pela popularidade. Os irmãos que eram ignorados percebiam nitidamente quem era a filha preferida. O irmão não via a hora de fugir para sempre daquilo tudo, enquanto a outra irmã só queria passar despercebida e ver a família bem. O que nenhum deles se preocupou era com o que de fato Lydia queria, seus desejos, medos e ambições. 

Agora com a perda, será em meio a dor que repensarão cada caminho que os levaram até aquele momento fatídico. Todas as respostas estão lá, em um gesto, uma ação. A consequência de tudo isso já sabem, agora só precisam entender como chegaram naquela situação.

“As  pessoas formam uma opinião antes de conhecerem você. Elas acham que sabem tudo a seu respeito. Só que você nunca é quem elas pensam.”

Tudo O Que Nunca Contei superou todas as minhas expectativas. Com uma escrita envolvente, Celeste desenvolve uma história profunda e tocante.

De uma forma instantânea, assim que começa leitura o desejo em devorar a trama toma conta do leitor. A narração utilizada pela autora é de uma profundidade imensa, no qual nos presenteia com personagens e situações que fazem o leitor se sentir vivendo aquilo tudo com cada um deles.

A história é ótima, mas tenho certeza que o sucesso desse livro seja em sua maior parte devido a construção textual feito por Celeste. Eu realmente fui fisgado de uma forma muito intensa, no qual a cada capítulo era um misto de sensações e emoções.

Eu poderia continuar com os inúmeros elogios que esse livro merece, mas também sinto que nenhum deles conseguiria explicar o que de fato senti com a leitura. Então, peço simplesmente que você leia e entenderá do que estou falando. 

Título: Tudo O Que Nunca Contei Título original: Everything I Never Told You Autor: Celeste NG Tradução: Julia Sobral Campos Editora: Intrínseca Páginas: 304 ...
18
08
17
Título:  Meus Dias Com Você
Título original: Before You Go
Autora: Clare Swatman
Tradução: Simone Reisner
Editora: Arqueiro

Páginas: 288
Página no Skoob: Clique Aqui

“O que você faz quando acorda em sua vida antiga? Existe algum manual, um conjunto de regras a seguir? E quanto tempo vai durar até eu voltar à vida real? Um dia, uma semana, um mês? Para sempre?”

O fim pode ser agora, amanhã ou depois. Não somos avisados com antecedência, ele chega de repente. Zoe não fazia ideia, mas naquela manhã de poucas palavras com o marido, ele sairia para nunca mais voltar. O fim chegou de forma abrupta para Ed e agora Zoe sente o peso de todas as palavras que um dia já disse e das muitas outras que gostaria de ter dito. Era para ser o fim, mas o que aconteceu foi um grande e inesperado recomeço.

Após um acesso de raiva e luto pela morte do marido, Zoe cai e batendo com a cabeça. Ao acordar, ela percebe que voltou no tempo, para o dia em que conheceu Ed. O que seria isso? Será que ganhou uma segunda chance?

Em meios as dúvidas, Zoe revive dias importantes e que marcaram de alguma forma o casal. Quanto mais o tempo vai passando, maior a urgência em entender o que está acontecendo e o que Zoe pode fazer para mudar o futuro trágico do marido.

E se ela alterasse alguns detalhes desses dias? Zoe não está disposta a perder novamente seu amor. Além de tentar salvá-lo, ela busca não repetir os erros do passado. Não importa se é apenas uma alucinação, uma segunda chance ou seja lá qual a outra explicação que possa ter, o tempo está passando e se algo não mudar, o final disso tudo Zoe já sabe muito bem.

“Eu sei que, aconteça o que acontecer, algo está prestes a mudar. Eu só gostaria de saber o quê.”

Muitas vezes imaginamos um cenário em que haja segundas chances, em que possamos corrigir o que não estava certo e ainda poder viver novamente aqueles momentos que nos marcaram ao longo da vida. Clare Swatman parte desse desejo universal e nos envolve com uma obra emocionante.

De uma forma muito bem apresentada, a autora cria uma trama que conquista o leitor desde o início. Sofremos nos capítulos iniciais com a personagem principal, até que surge toda a emoção em ter uma nova oportunidade e ainda há a tensão em saber qual será o impacto disso tudo no presente.

O casal tem um desenvolvimento interessante e realístico, retratando o caso de muitos que partem de uma grande paixão e acabam em um ponto de não reconhecerem mais a pessoa que está ao seu lado. A autora narra bons e maus momentos, os felizes e os tristes, tudo para trazer o máximo de realidade para a história.

Por mais que não haja grandes reviravoltas no decorrer da história, o leitor acompanha tenso junto com a personagem a troca dos capítulos. Assim como Zoe, que vai dormir sem saber como será o próximo dia, iniciamos um novo capítulo ansiosos para saber qual será o próximo rumo da trama.

Fique preparado para um misto de sentimentos, no qual você será fortemente arrebatado pela leitura. Ficar indiferente ao que está sendo narrado é inevitável, o leitor faz parte da jornada proposta pela autora. E é com isso tudo que vamos perceber que o final é apenas o inicio para algo diferente.

“Não posso deixar de alimentar a esperança de que, de alguma forma, isso signifique que tudo mudou.”

Título: Meus Dias Com Você Título original: Before You Go Autora: Clare Swatman Tradução: Simone Reisner Editora: Arqueiro Páginas: 288 Página no Skoob: Clique Aqui ...
leia em modo simples e completo
Acompanhe o Nunca Desnorteados nas Redes Sociais

Instagram

Navegue pelo os 3 Mais Vistos
Caro amigo, Você precisa entender que sou fã de livros e trato ...
Título: As Coisas Que Fazemos Por Amor Título original: The Things We ...
SOCORRO! Faz um certo tempo – quem estou querendo enganar… faz tempo ...
NUNCA DESNORTEADOS • TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2017 • visitantes online • DESIGN BY: Print Creative