Tag: Editora Rocco

Resenha – Quando Tudo Faz Sentido

Por Thales Eduardo
|
6 de Fevereiro
Título: Quando Tudo Faz Sentido
Título original: Falling Into Place
Autora: Amy Zhang
Tradução: Joana Faro
Editora: Rocco
Páginas: 320
Skoob: Aqui

“A vida é mais que causa e efeito. As coisas não era tão simples assim.”

Quando tudo está um caos, quando vê as consequências de seus atos afetando as pessoas que a cercam, Liz chega a conclusão que já não há salvação para si. Chegou a hora de colocar um fim ao trem desgovernado chamado Liz Emerson.

Em um ponto da sua história, Liz deixou de se importar com muita coisa e começa a agir sem medir os efeitos de cada um dos seus atos. Apesar da popularidade na escola, ela não é um exemplo a ser seguido.

Além de ferir os sentimentos daqueles que cruzam seu caminho, Liz fere a si própria gradualmente. Ao mesmo tempo em que percebe que aquilo não é certo, ela também já não vê uma forma de ser diferente.

Quando se dá conta do rumo que sua vida tomou, não parece haver maneiras de mudar as coisas. Então Liz planeja, traça uma rota para acabar de ver com a causadora de tudo que julga errado: ela mesma. 

“Porque Liz Emerson guardava tanta escuridão dentro de si, que fechar os olhos não fazia muita diferença.”

Em um livro tocante e envolvente, Amy Zhang nos mostra que determinados assuntos merecem diálogo. Mais importante ainda, obras como essa nos alertam sobre os perigos que todos nós estamos vulneráveis, perigos esses que muitos preferem esconder ou julgar de um jeito errado.

De forma não linear, a autora transita entre passado e presente, em um jogo de ação e reação. Vamos descobrindo aos poucos essa protagonista bagunçada, que busca seu lugar no mundo mesmo sem saber ao certo qual é. Mesmo que de uma maneira não muito correta, Liz vai seguindo a vida do jeito que pode e consegue. Foco não é julgarmos atos da personagem, mas sim percebermos a força do efeito dominó na vida de uma pessoa. Como as peças são derrubadas ao longo do ano e a maneira como cada uma delas é afetada. Como parar algo que parece inevitável?

Contudo, com um resultado muito satisfatório, Amy entrega uma obra necessária e importante

“Ela não percebia que a reação igual e oposta era a seguinte: todas as coisas terríveis , cruéis e escrotas que Liz já fizera tinham voltado para ela.”

Resenha – Meu Coração e Outros Buracos Negros

Por Thales Eduardo
|
19 de Abril

Título: Meu Coração e Outros Buracos Negros

Título original: My Heart and Other Black Holes

Autor: Jasmine Warga

Tradução: Petê Rissatti

Editora: Rocco

Gênero: Ficção

Páginas: 312

Ano: 2016

Página no Skoob: Clique Aqui

“Sou como uma granada feita de cerâmica: sólida, densa e fria, mas ainda assim frágil.”

Alguns eventos podem desestabilizar completamente uma pessoa. Foi isso que aconteceu com a jovem Aysel.

 Aysel tinha uma vida um tanto quanto tranquila, até que seu pai comete um crime brutal. Depois disso, ela nunca mais foi a mesma. Mas as pessoas ao seu redor mudaram também. Todos agora olham para Aysel com desconfiança, como se ela estivesse prestes a seguir os passos do pai.

Ela está cansada disso tudo, e, principalmente, tem medo de que de fato tenha herdado algum gene ruim do pai. Então, Aysel decide que chegou a hora de tirar a própria vida.

Para isso ela navega constantemente em um site sobre o assunto, Passagens Tranquilas. É nesse mesmo site, que Aysel encontra seu parceiro de suicídio, Roman. Juntos eles acertam os detalhes de como tudo deverá ser feito, inclusive definindo a data.

“É como se a tristeza fosse tão profunda e destruidora que você tem medo de que ela vá afogar todas as pessoas de sua vida se deixá-las ficar muito perto.”

Mas até lá, os dois se aproximam e vão se conhecendo cada dia mais. Aysel começa notar que apesar de tudo, existe sim uma certa felicidade dentro dela quando está com Roman.

Ela então começa a considerar melhor se deve realmente tirar a própria vida. Talvez as coisas ainda tenham alguma solução e ela não precise recorrer a algo tão grave assim.

Mas a contagem regressiva não para. Para o desespero de Aysel, Roman não mudou de ideia. Ele está firme no seu “propósito”. Dessa forma, a jovem precisará lutar pela vida dos dois e mostrar ao companheiro que nem tudo está perdido.

“Tudo sempre pareceu tão definitivo, inevitável, predestinado. Mas começo acreditar que minha vida pode ter mais surpresas do que jamais percebi.”

Meu Coração e Outros Buracos Negros é o livro de estreia da autora Jasmine Warga, e ela já nos conquista logo no seu primeiro lançamento.

Este é um daqueles livros extremamente envolventes, na qual a leitura flui de uma maneira boa e que quando você menos espera já acabou. Mas apesar da linguagem simples, há muitas reflexões que podem e precisam serem feitas ao longo da obra.

De uma forma bem realista, a autora apresenta o quão séria e terrível a depressão pode ser. É uma doença que afeta completamente um ser humano, mudando toda a sua percepção das coisas que acontecem ao seu redor. Esse é um assunto extremamente necessário, já que a depressão afeta uma grande parcela da população.

É interessante também notar o poder e a importância que, muitas vezes, agregamos aos comentários alheios sobre nós. As pessoas, ultimamente, se acham no direito de julgar tudo e todos, mas não param para pensar no que tais julgamentos podem causar na vida dos outros.

Entretanto, me incomodou um pouco a narração um tanto quanto rápida presente no livro, gerando assim uma certa superficialidade no que está sendo tratado. Senti isso em relação aos personagens, queria saber mais sobre cada um. 

Como é uma obra que trata sobre um assunto delicado, uma narrativa mais calma e detalhada serviria como uma forma de gerar uma empatia maior nos leitores para/com os personagens.

Enfim, apesar da rapidez, Meu Coração e Outros Buracos Negros consegue emocionar e cativar. Vale a leitura! 

Caso ainda não esteja convencido(a) de que deva ler, confira um trecho aqui!  “Talvez o que todo mundo precise é de alguém para percebê-lo, observá-lo.” NOTA: O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

Resenha: Sob A Luz Dos Seus Olhos

Por Thila Barto
|
17 de Janeiro
Título: Sob A Luz Dos Seus Olhos
Autora: Chris Melo
Editora: Rocco
Gênero: Romance
Páginas: 320
Ano: 2016
Nota no Skoob: 4.4
 
“A única coisa que me consola nesse momento é saber que existimos com bravura, com lealdade e união. E se houve tristeza, também houve alegria e aprendi que tudo bem viver algumas tragédias, desde que também sejamos intensa e desesperadamente felizes.”

Resenha:
 

Nossa!!! É difícil falar de algo tão extraordinário! Sabe aquela sensação antes de fazer uma loucura? Como pular do alto de uma cachoeira, segurar o fôlego antes de uma grande queda em uma montanha-russa, dirigir pela primeira vez, enfrentar um grande medo ou fazer um ato de amor por mais simples que ele seja? O coração bate forte, você fica sem ar, mas logo em seguida aquela sensação gratificante enche todo o seu peito e sua alma? É assim que eu me senti com esse livro. É lindo. Único. Espetacular. Só de repassar a história na minha cabeça meu coração transborda com uma mistura insana de sentimentos. 

Como transformar em palavras tamanha admiração? Tentarei. Porém não sei se conseguirei…

O livro já começa de um jeito bastante inusitado. Ele começa pelo meio. Sim, pelo meio. E é nesse meio que conhecemos Elisa, uma paulista de 29 anos que trabalha como editora em uma revista. É independente, confiante, segura, habituada com sua rotina simples com horários rígidos e noites previsíveis. Vive um dia de cada vez, sem planos ou expectativas.
 

Entretanto, em um dia comum – que deixou de ser comum em questão de segundos – , Lisa tem uma grande surpresa ao se deparar com um e-mail totalmente imprevisível.

 

“Ler esse nome me faz sentir coisas que eu finjo nunca ter sentido. Faz meu peito ficar apertado e minhas mãos cobertas de suor.”

 

Se tratava de Paul, e já faziam 6 anos que não se falavam. Ele era famoso agora, estava vindo para o Brasil e queria encontrá-la. Vários questionamentos surgiram na cabeça de Lisa. Ela tinha Cadu em sua vida agora. Não era um relacionamento tão definido mas era confortável. 
 
Depois de tanto pensar, decide responder o e-mail de uma maneira simples, direta, com a desculpa que estaria ocupada e que o encontro seria inviável. Como ela poderia se arriscar a voltar para aquele ‘mundo’ repleto de sentimentos intensos e colocar a sua nova vida a perder?…
 
Mesmo depois de todo esse tempo, cá estava ela, fazendo o inevitável que era lembrar do passado que julgava estar enterrado. É nesse momento que somos levados para alguns anos antes, onde tudo começou.
 
Lisa tinha conseguido uma vaga em um projeto de intercâmbio com duração de um ano em Londres e, antes de começar a trabalhar como estagiária em uma editora, decide viajar para York, como todo fã de Harry Potter adoraria. Tudo é novo e incrível para ela. A única coisa que a incomodava era ficar sozinha sem ter com quem conversar. 
 
Andando pela cidade, Lisa acaba entrando em um pub e faz um pequeno pedido. Entretanto, um certo menino de olhos azuis incríveis, sentado com um grupo de amigos em outra mesa, não para de encará-la. Deixando metade de sua cerveja no copo, ela vai embora mas logo é impedida pelo garoto pois, estabanada como sempre, havia esquecido suas chaves em cima da mesa. 
 
Quem era ele? Ela conseguiria encontrá-lo mais uma vez? Ela estava indo embora para Londres, qual seria a chance?…
 
Acho que nesse ponto você já deve estar imaginando: “ah, é só mais um daqueles livros comuns de romance meloso”. Muita calma nessa hora, produção! Está longe de ser um livro comum. Ele é formidável e, literalmente, de deixar qualquer um no chão. Tudo nele é incrível. A narrativa, os personagens, as reviravoltas – que quase me levaram à loucura. É palpável, real, imprevisível… a lista de adjetivos é imensa, acredite.

Não falei metade do que queria e sei que descrevi pouco a história – mas isso foi um tanto proposital porque quero que cada leitor sinta todas as surpresas que eu senti lendo esse livro.


Só me resta dizer: Leiam, leiam, LEIAM e se surpreendam!
A história de Paul e Elisa é linda demais!
 
Aah, e não deixem de conferir o site da Rocco para saber mais sobre esse livro maravilhoso e suas curiosidades. É só clicar aqui.
 
Obrigada, Chris 
Ps: Já quero livro novo, rsrs!