Tag: Marie Lu

Resenha – Batman – Criaturas da Noite

Por Lucas Florentino
|
2 de Março
Título: Batman – Criaturas da Noite
Título original: Batman – Nightwalker
Autora: Marie Lu
Tradução: Mariana Serpa
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção, Fantasia, YA
Páginas: 256
Ano: 2018
Skoob: Aqui

Eu odeio o Batman! Okay, talvez eu não devesse começar esse post com essa frase, mas eu preciso ser sincero com vocês. Eu não sou muito de gostar de super-heróis, mas dos poucos que conheço e consumo as histórias, seja por filmes, séries animadas, HQs, etc, o Batman nunca esteve entre os meus favoritos. “Mas Lucas, eu já vi você usando camiseta do Batman em fotos do seus instagram e blá blá blá…” Sim, a camiseta é legal, o personagem não! Mas esse post é para falar sobre o livro, e não sobre as brusinhas do meu guarda-roupa, então vamos lá! 

No ano passado a Editora Arqueiro começou a publicar aqui no Brasil uma série de livros de autoras famosas contando suas versões de clássicos da DC. O primeiro volume, Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra, escrito pela querida Leigh Bardugo, chegou aproveitando todo o hype trazido pelo filme da nossa amazona favorita. Dessa vez, Marie Lu vem nos contar a história do Batman e as Criaturas da Noite.

A história do livro se passa pouco antes de Bruce se tornar o homem morcego que todos conhecemos. Depois de ter presenciado um terrível homicídio que matou seus pais quando era só uma criança, Bruce foi criado por Alfred, sua babá seu fiel guardião, e agora está no auge da adolescência. Prestes a terminar o colégio, ele é apenas um garoto “””normal””” (detalhe para as muitas aspas em “normal”). 

Durante um importante evento social da qual participava, Bruce teve um desentendimento com um de seus amigos e resolve voltar para casa, porém o que ele não esperava era que no caminho de volta ele se depararia com a cena de um crime e a oportunidade de ajudar a polícia de Gotham a capturar o bandido. Mas a justiça não entendeu da mesma forma, visto que Bruce colocou em risco a vida de muitas outras pessoas, inclusive a dele. Sendo assim, como pena, foi condenado a prestar serviços comunitários no Asilo Arkhan, um presídio onde estavam os maiores bandidos de Gotham.

É lavando o chão do presídio que Bruce conhece Madeleine e descobre sobre As Criaturas da Noite, um grupo de bandidos que roubam e matam os mais poderosos da cidade. Preciso dizer que nosso garotão vai querer se meter e tentar solucionar esse caso?

Bem, eu juro que tentei gostar desse livro. Para mim essa era uma ótima oportunidade para perder todo esse ranço que eu tenho com o Batman e talvez tentar aceitá-lo no meu coração, mas infelizmente isso não aconteceu. A impressão que eu tive era que de Batman essa história não tinha nada. Pareceu que Marie Lu já tinha uma história pronta e, ao ser convidada para participar desse projeto, só alterou os nomes e a ambientação e, voilà, o livro estava pronto.

Mas não me entendam mal, o livro não é de todo ruim. Se ignorarmos o fato de que o protagonista é o Batman, e ao invés disso enxergá-lo apenas como um adolescente mimado, ingênuo (para não dizer burro) e muito rico, pode ser que esse se torne um livro de mistério que irá agradar aqueles leitores que gostam de se aventurar em histórias rasas e previsíveis.

Se você é fã do homem morcego e quiser conferir essa história, vá por sua conta e risco!